“…a vida é pequena e o Mundo é grande!” |2ª Cidade em Cuba – Trinidad

“Because the greatest part of a road trip
isn’t arriving at you destination…”

Terminados os nossos 3 dias de descanso em Cayo Guillermo era altura de conhecer a outra faceta de Cuba. A Cuba da salsa, dos mojitos, dos charutos e dos carros antigos.

De Cayo Guillermo para Trinidad apanhámos um táxi privado. A viagem era longa, cerca de 4h, e custou-nos 140 CUC. Como já tínhamos referido aqui, foi nos transportes onde despendemos a maior fatia do nosso orçamento, existem mais algumas alternativas para a deslocação entre cidades, mas os táxis privados pareceram-nos os mais oportunos e confortáveis… dentro do possível.

Chegadas a Trinidad rumámos até ao Hostal Marelys, tinha-nos sido indicado pela pessoa da casa onde ficaríamos em Havana e não podíamos ter ficado mais satisfeitas.

Os alojamentos locais em Cuba são simples e modestos mas respondem perfeitamente a todas as necessidades. Na casa da Marelis ficámos num quarto com uma casa de banho privativa, ar condicionado, frigorífico com bebidas e alguns produtos de higiene (como shampoo e sabonete), mas sobre este aspeto, em Cuba é muito recomendável que se leve este tipo de produtos, uma vez que lá são escassos ou extremamente caros.

Pousadas as nossas malas era tempo de ir conhecer Trinidad, uma das melhores e mais bem preservadas cidades coloniais. É considerada património da UNESCO desde 1988 e não fica difícil de perceber o porquê. As ruas e as casas mantiveram-se como estão desde a altura do isolamento na época colonial (entre 1859 e 1950), o que protegeu a cidade da construção de quaisquer outros prédios que se destacassem da arquitectura colonial.

Trinidad é uma cidade pequena e ficámos apenas 1 noite, mas gostámos tanto que teríamos ficado sem dúvida mais uma se não tivéssemos já tudo tão planeado. É uma cidade incrivelmente bonita e colorida.

Com tanto calor que estava decidimos ir dar um mergulhinho no mar Caribe, na playa Ancon, ao final do dia. Negociámos um táxi por 2 CUC por pessoa e rumámos até à praia. Não é uma praia paradisíaca como a de Cayo Guillermo ou a Playa Pilar, mas é bastante agradável e a água ainda mais quentinha.

No final do dia, optámos por jantar em casa da Marelis, pois tínhamos ouvido maravilhas dos seus cozinhados. Chegámos e tínhamos a mesa posta no terraço, onde vimos o por-do-sol com uma vista para a cidade toda. Ela preparou-nos um feijão delicioso com batata-doce, umas bananas fritas, lagosta, camarão, saladas e sobremesa. Uma das melhores refeições que fizemos em Cuba. Uma experiência que sem dúvida adorámos e recomendamos!

Após este jantar delicioso e inesquecível, seguimos até à Casa da Música para beber uns mojitos e dançar. Situa-se na escadaria ao lado da igreja Santíssima Trinidad e reúne a maior parte dos turistas. Tem sempre artistas cubanos a tocar e imensa gente a dançar!

No dia seguinte ainda tínhamos a manhã para aproveitar Trinidad.

A Marelyis preparou-nos um pequeno-almoço delicioso com sumo de papaia, muita fruta, ovos, pão, queijo…

Nesta manhã fizemos um tour com um rapaz, que nos ficou por 30 CUC cerca de 3 horas e valeu muito a pena, pareceu-nos o ideal para ficar a conhecer mais sobre a cidade de Trinidad assim como o modo de vida dos cubanos.

Quem visita Trinidad não pode deixar de conhecer a famosa bebida Canchanchara que é feita de Água ardente, gelo, limão e mel… muito mel!

No início da tarde era altura de apanhar outro táxi e rumar até à Capital, mas sem antes dar um pulinho em Cienfuegos.

¿nos vemos en La Habana?

O post de Havana já sé encontra aqui.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s