Caminho Português de Santiago #2 Ponte de Lima – Rubiães ♥ 1ª Etapa

A maneira como escolhemos ver o mundo cria o mundo que vemos…

Iniciámos o Caminho Português de Santiago de Compostela em Ponte de Lima e esta foi, efetivamente, a nossa primeira etapa: Ponte de Lima – Rubiães. Deixámos a Vila mais antiga de Portugal, e que tanto nos fascinou, por volta das 6h30 da manhã…

Segundo o que lemos, esperava-nos uma etapa difícil com a “temível” Serra da Labruja mas, era a primeira, estávamos frequinhas e preparadíssimas para chegar a mais de 400 metros de altitude!!

Aproveite e pare aqui, na Pescaria, descanse e leve alguns snacks consigo…a partir daqui não há mais nenhum café, muito menos restaurante para se reabastecer!! Aqui, encontrará um pouco de tudo numa fantástica cafeteira self-service e os preços são muito simpáticos!

Não vamos negar, foi uma etapa um bocadinho difícil mas chegar ao topo da Serra (à Casa do Guarda Florestal) é uma sensação maravilhosa…aqui, se cruzará, certamente, com alguns peregrinos que aproveitam a vista deslumbrante para um pequeno descanso. Quando chegar ao topo da Labruja prepare-se porque, depois, é (quase) sempre a descer!!

É uma etapa bem cansativa mas maravilhosa!!

Aproveitamos para aconselhar o ótimo investimento que fizemos na compra das botas. Penso que se tivéssemos feito a serra da Labruja de ténis os nossos pés não teriam aguentado todo o caminho!

Chegámos a Rubiães por volta da hora do almoço… Rubiães é uma pequena aldeia onde poderá encontrar o Albergue público e ao lado um pequeno e simpático, café e minimercado e, no fundo da aldeia, o restaurante ‘Bom Retiro’ oferece menús de peregrino, com sopa café ou chá de 7.50€ a 11€/pessoa (não achámos os preços assim tão simpáticos mas, por falta de opção, almoçámos aqui!)…

Para dormir, escolhemos o Ninho – The Pilgrim Nest, e não podíamos ter ficado mais satisfeitas. A Marlene foi super atenciosa desde a nossa chegada e preparou-nos um pequeno-almoço com tudo a que temos direito. Sentimo-nos em casa e essa sensação, no caminho, sabe tão bem!!

O alojamento, com pequeno-almoço, ficou por 15€. Ainda tem serviço de lavandaria (máquina de lavar e secar) que poderá utilizar pagando um “extra”. Precisam do saco de cama e toalha para este alojamento. O Ninho situa-se a 200 metros do albergue de Rubiães.

Por volta das 17h vimos a vantagem de ter reservado alojamento…estavam a chegar peregrinos sem local para dormir e o Ninho também já estava com “lotação esgotada”.

Na totalidade, durante este dia, estes foram os nossos quilómetros percorridos:

rubiaes54

Algumas questões mais práticas relativamente ao caminho:

Após a saída de Ponte de Lima, em Arcozelo, mesmo em frente ao Centro Social e Paroquial, encontrará umas casas de banho públicas. 

Antes de entrar na Serra da Labruja e, uns quilómetros após ‘A Pescaria’ encontrará um café/mercearia “Café Nunes/Revolta”, não tem uma oferta muito variada mas poderá aproveitar para descansar um pouco, beber um café, comprar uma garrafa de água e, claro, pedir para carimbar a sua credencial!

 

Vemo-nos na próxima etapa, Tui! ♥

#sisterhoodoffoodies

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s